Prepare a sua casa para receber 2019

O ano de 2019 já chegou e novas aventuras e desafios estão a chegar. E como é habitual em cada começo de ano, muitas resoluções são feitas, pensadas, prometidas e com muito desejo de as cumprir à risca. São as idas regulares ao ginásio, começar a ler um livro, ajudar mais os outros, viajar, correr ao final do dia, dizer não aos doces? Acha que consegue?  Enfim, são enumeras as resoluções feitas por todos.

Mas para começar um Novo Ano cheio de energia e força para enfrentar os novos desafios de 2019, porque não começar pela sua casa?

Cada vez temos menos tempo para usufruir do nosso lar, por essa razão temos de aproveitar todos os minutos para podemos realmente sentir toda a “felicidade” “harmonia” “paz”, no nosso espaço. Começamos por fazer aquela limpeza de começo de ano para “limpar” o ar e estar tudo mais organizado.

Aqui vão algumas dicas para começar um ano cheio de energia.

Ao longo do ano há sempre um armário que parte uma porta e fica encostada, sem abrir, para não cair. Peças na casa de banho a precisar de arranjo, a persiana que está torta. Um candeeiro sem lapada que fica meses e meses sem ver “a luz”. Enfim uma serie de pequenos arranjos que, ou por preguiça não os arranjamos, ou estamos sempre a adiar a ida do técnico lá a casa.

Gavetas com papeis a amontoar de dia para dia, roupas encostadas e deixadas “para as traças” no armário, uma desordem que começa pequena, mas acaba o fim de cada ano, com um amontoar de desorganização.

Dê uma limpeza na cozinha

 

 

Costumamos acumular muito “lixo” nesta zona da casa. São pratos, copos, panelas que já não utilizamos mas continuam na fila de espera para “ajudar” a cozinhar. Alguma acumulação de gordura que durante o ano escapam aos panos.

Retire tudo o que tenha nas gavetas!

É o momento ideal para se desfazer  dos pratos, copos, panelas que já não usa. Se sempre sonhou em comprar aquele faqueiro novo, é a altura certa, e se livrar do antigo. Também dentro do frigorífico é o momento oportuno para além de uma limpeza profunda, ver  existe algum alimento fora de prazo, e organizar melhor o seu frigorífico. O fogão não pode ser posto de parte. Faça uma limpeza séria ao forno. Limpe todas as áreas com um desinfectante e troque o forro das gavetas, se necessário.

Folhas e folhas com receitas? Desde a receita mais simples à mais elaborada? Aproveite um bocado do seu tempo livre e escreva as todas em um livro. Com certeza que além de ficar tudo organizado, vai reparar que esqueceu-se de fazer aquela receita que apontou com tanto carinho.

Arrumação e organização das gavetas e da papelada

 

Todos temos uma gaveta onde estão papeis e papéis que já não precisa, mas continuam lá. São talões de multibanco, são papeis com anotações, são revistas espalhadas pela casa, etc.

Deite fora tudo o que não precisa. Poderá arranjar uma capa, tipo de arquivo, anual para as suas facturas de forma a ser mais fácil a sua organização e quando já não forem precisas, deitar fora.

E os manuais de instrução de equipamentos que tem em casa? Provavelmente já não tem esses mesmos equipamentos em casa.

Se já não precisa deles, deite os fora. Sempre que precisar, pode encontra os manuais que precisa na internet.

As facturas podem ter uma “validade” de 5 anos. Confira abaixo o tempo que precisa de guardar as suas facturas.

6 meses: Despesas relativas a alimentação e despesas da casaDevem ser guardadas durante meio ano todas as facturas relacionadas com alimentação, alojamento, gás, água, luz, internet e telecomunicações. (excepto as que foram declaradas para efeitos de IRS, que devem ser guardadas por 4 anos)

1 ano: Se contratou os serviços de um especialista para ir “arranjar” a sua casa.  Guarde por um ano facturas de serviços prestados por um pedreiro, electricista, canalizador, pintor ou outro profissional que contrate no âmbito de reparações domésticas. Se detectar algum problema, esse é o prazo que tem para apresentar uma reclamação.

2 anos: Electrodomésticos, brinquedos, mobiliário, etc, têm uma garantia mínima de dois anos após a compra. Mas para poder activá-la tem de apresentar o comprovativo de pagamento. Preserve, também, facturas de bens móveis como os telemóveis. 2 anos é prazo que corresponde, geralmente, à garantia. No caso desta ser superior ou inferior (1 ano, no caso de bens usados), guarde-as por igual período. Não se esqueça de guardar ainda, facturas de serviços de reparação de viaturas e serviços prestados por profissionais liberais (como médicos privados ou advogados), neste período de tempo.

3 anos: As facturas de exames, análises ou outros serviços médicos devem ser guardadas durante três anos. Este é o prazo de que as instituições públicas dispõem para lhe cobrar eventuais pagamentos que estejam em falta. Depois desse prazo, o direito a exigir esse dinheiro prescreve e já não é da sua responsabilidade que o pagamento da dívida tenha sido feito.

4 anos: Comprovativos de pagamento do Imposto Único de Circulação; facturas por si inseridas no e-fatura; comprovativos de rendimentos e despesas declaradas no IRS (por exemplo, facturas de saúde ou educação, declarações do banco, da seguradora ou da entidade patronal). Até ao final desse prazo, o Fisco pode pedir a confirmação dos dados inseridos no IRS, se for alvo de uma inspecção fiscal.

5 anos: As facturas de despesas associadas à casa, como o pagamento do condomínio ou rendas, tal como serviços de empreitadas, devem ser guardados durante cinco anos.

Desta forma, consegue ter tudo organizado da melhor maneira.

Não se esqueça de deitar fora os cabos e pilhas que andam espalhados pelas gavetas que já não tem utilidade. As pilhas coloque-as em local apropriado.

Arrume suas maquilhagens

Para começar, veja o prazo de validade de suas maquilhagens. Se já tiver fora do prazo, coloque as mesmas no lixo. Se tiver produtos repetidos, doe-os! Pode ter certeza de que alguém vai aproveitar muito bem e vai gostar de ter aquele creme de mão extra. Afinal ia  ficar encostado no armário por mais alguns meses.

Abra mão do que não serve mais e organize o restante

Os armários, os grandes culpados por “esconderem” muita roupa.

Aquelas calças, t-shirt ou mesmo uma camisola de inverno que nunca mais viu? Pois, estão guardados no armário e nunca mais usou. Por vezes “a mudança” de roupa de inverno para roupa de verão leva a que nos esqueçamos delas. Tire todas a roupa dos armários, separe a que vai usar, daquela que já não gosta ou já não lhe serve. Coloque toda a roupa que já não usa em um saco e faça uma doação a uma associação. Ou então dê aos seus amigos, familiares, vizinhos.

Além de livrar espaço e fazer a energia fluir em casa, vai ajudar muitas pessoas que precisam.

Nota: Depois de tudo separado, aproveite para arrumar o que ficou de uma forma mais arrumada.

 

Limpe os remédios que tem fora de prazo.

Todos temos uma gaveta dos medicamentos, onde se pode encontrar de tudo um pouco. Esta na hora de fazer uma limpeza aos que estão fora de prazo, até porque vai ser desagradável ir buscar uma pastilha para as dores de cabeça e verificar que está fora de prazo.

Esvaziar o que está fora de prazo e repor o stock da medicação básica: dores de cabeça. dores de dentes, etc.

Não deite as embalagens vazias e medicamentos que já não utiliza no lixo doméstico. Entregue-os na sua farmácia.

Hora de arranjar o que precisa

Sabe aquela lâmpada que está fundida há meses, a porta que precisa de um óleo para parar “chiar”, a persiana que está torta, o interruptor que esta avariado ? Há sempre pequenas “avarias” pela casa, que vamos adiando o seu arranjo. “Ano novo, consertar tudo o que preciso. ” 

Até começa um ano melhor, ao entrar em casa e ver que esta tudo reparado. Faça uma lista de o que é preciso fazer ou arranjar e … mãos ao trabalho.

Espalhe flores e perfumes

Os cheiros característicos do Natal vão desaparecendo ao longo do tempo e está na altura de colocar uns cheirinhos na casa.

Decorar a casa e o escritório com plantas e flores tem diversos benefícios. Além de deixarem qualquer local mais colorido, bonito e fresco, elas são purificantes naturais e podem aliviar o cansaço nos olhos e até mesmo minimizar algumas alergias. Escolha as de sua preferência e cultive-as no seu lar.

Também pode apostar nos aromatizadores de ambiente, sprays e velas para ter uma casa perfumada. A aromaterapia é excelente para quem deseja atrair boas energias e deixar o clima muito mais leve e acolhedor para receber as pessoas em qualquer altura.

Melhora o ambiente e até mesmo o humor das pessoas.

Abaixo alguns exemplos:

  • Eucalipto – Com características anti-sépticas e descongestionantes, este óleo pode ser usado em resfriados, infecções respiratórias e dores.
  • Lavanda – É o óleo mais usado na aromaterapia, e o mais versátil. Apropriado para casos de insónia, stress, queimaduras e problemas de pele por ser considerado relaxante.
  • Baunilha: Aconchegante e acolhedor, esse aroma é recomendado para lugares familiares e com aglomeração de pessoas. Sensação de bem-estar no ambiente, deixando as pessoas mais à vontade
  • Alecrim: O alecrim promove a limpeza energética e deixa um perfume agradável no ambiente. Além disso, ele é responsável por amenizar o tédio e a exaustão.
  • Ylang-Ylang – Conhecido pelo seu aroma sensual e relaxante.

 

Fontes:

  • https://anamariabraga.globo.com
  • https://www.montepio.org/
  • https://www.contasconnosco.pt/